JORNADAS DE MEDICINA COMPLEMENTAR - Como foi

22.9.13
2013-09-21 12.23.01

As Jornadas de Medicina Complementar, foram, a meu ver, bastante importantes para aquilo que se avizinha num futuro muito próximo para as MAC (Medicinas Alternativas e Complementares).

Antes de mais quero agradecer ao IMT por ter organizado as jornadas por forma a que fosse gratuita, tendo assim sido possível para muitas mais pessoas estarem presentes nas mesmas.

Todos os oradores tinham algo essencial e importante a dizer, gostei bastante, aprendi imenso!

Informar as populações é palavra de ordem, assim como começar com estudos de investigação a um nível bastante aprofundado e cientifico que permita demonstrar a eficácia das MAC e também ter mais dados em termos estatísticos.

Em Portugal todos nós temos que fazer com que se termine o que foi iniciado a nível de legislação:

tanto no aparecimento das cédulas profissionais, que tão necessárias são para que se consiga separar os verdadeiros profissionais que investiram na sua formação em instituições de ensino reconhecidas, dos "outros"

como também na uniformização dos estudos e passagem ao grau de licenciatura com 240 ECTS, tal como qualquer outro curso pos-Bolonha.

2013-09-21 09.15.36

Força! Vamos levar avante tudo isto!



Aqui fica uma breve descrição daquilo que se falou:
Sessão de abertura Mário Jorge rodrigues

a necessidade de prevenir , Prof. Dr. Fernando Padua

É um curioso nesta área, estudou em Harvard, tirou uma pós graduação , com um chamado Cardiologista primitivo.

Cada um tem que tomar conta da sua saúde. Doença ou morte antes dos oitenta é culpa do homem. É nos sub 20 que temos que resolver os problemas de saúde para ser realmente efectivo.

Para gametas sexuais saudáveis deve-se ensinar aos pais que num mês anterior não se deve fumar, beber álcool, etc.

A população tem que ser informada. A informação não pode ficar apenas nas mãos dos médicos.

Antes dos medicamentos há tanta coisas! Informação e prevenção passa pelos muito pelos hábitos dos pacientes, vícios, os alimentares, todos.

prof. Dra. Maria João Cardoso - mama help

A consciência colectiva social fora de Portugal é muito maior.

No caso específico do Mama help, actuam já fora da prevenção. Entram em acção apenas quando já existe a doença. Neste caso o que se faz? Dá-se suporte ao tratamento complementar, guia-se o tratamento convencional. Suporte ao doente e aos familiares.

Numa doença como o Cancro, o choque inicial face ao diagnóstico é gigante. No caso do cancro da mama, a taxa de sobrevivência é altíssima, portanto, muitos doentes vão sobreviver durante muito tempo com os efeitos colaterais do tratamento. Aqui é que é necessária uma grande intervenção.

Valências do mama help:

Nutrição, psicologia, direito, estética e imagem, fisioterapia,  exercício físico, acupunctura,  naturopatia e aconselhamento alimentar, sessões de formação - para atingir a população que tem a doença e as pessoas que as acompanham.

Ver site da fundação do mama help.

Jody jakob - osteopata - clinica do rosario em cascais

Medical doctors will trust you when they know that you are with them and not against them.

Clinical supervision after the students take the course. The public has to be protected. The standards have to be equal to all.



Frederico carvalho - regulamentação ponto de vista das instituições de ensino

fne mtca federacao nacional de medicina tradicional, complementar e alternativa.

Prof Dr. João Atanásio - regulamentação do ponto de vista do ministério da educação

lei 71 de 2013 - diploma do ministério da saúde. Grupo de trabalho.

A regulamentação nesta área é fundamental por 3 razões:

1. É indiscutível que existem estes profissionais no mercado, que a procura e utilização das técnicas destes profissionais tem aumentado significamente. Tem que se poder separar o trigo do joio, poder fazer o track record dos profissionais para nos dar segurança.

2. Separar os profissionais credíveis daqueles que não são profissionais. Separar as pessoas que não fizeram formação adequada dos outros

3. Também as instituições de formação legitimas que fazem um investimento bastante grande tem que se conseguir separar das outras

"Nao tomem o diploma como adquirido, a luta deve continuar, devemos todos forcar que seja finalmente implementado."

A versão final do diploma merece reparos.

Aspecto positivo: depende da titularidade de uma licenciatura possam operar no mercado. Que não se ignore tudo aquilo que já existe.

O que acontece a entidades como as escolas existentes? Como se tornam em instituições de ensino superior? Formações eminentemente praticas deveriam ser politécnico e depois ter uma licenciatura acreditada, um corpo docente, instalações, etc que obedeçam a diversas regras.

Decreto de lei 115 de 2013

corpo docente: Academicamente qualificado e Especializado

60% docentes tem que ser em regime de tempo integral

15% dos docentes tem que ser detentores do grau de doutor

50% do corpo docente tem que ser especializados nas áreas de formação principais. daquela que tiver pelo menos 25% dos créditos. A área de de medicina convencional também será considerada como formação principal. Curso pode ser monotemático ou ser multidisciplinar.

O que é um especialista? Doutorado nessa área ou aquele que exerce ou tem exercido a profissão na área que quer leccionar. Ser detentor de um grau académico mínimo bacharel. No ideal grau de Licenciado. Deve ter 10 anos de experiência profissional. Ter exercido 5 dos últimos 10 anos. Órgão técnico cientifico. Currículo relevante profissionalmente e torna-se especialista.

Alternativamente pode considerar o indivíduo especialista no âmbito do processo de acreditação.

Artigo 57 - a agência de avaliação e acreditação do ensino superior admitir transitoriamente a aplicação de valores inferiores ao mínimo. Quando se trate que se prove que não existe em número mínimo docentes com as capacidades necessárias no pais.

Acreditação

Limites à acreditação. Relativamente á formação profissional em instituições de ensino não superior. Pode ser acreditado apenas 30% do curso de destino. Podem ainda ter mais 80 créditos por experiência profissional e de formação não superior. Terão outros 80 créditos. Significa que é totalmente diferente daqui para o futuro uma pessoa que fazem formação numa entidade não credível para uma entidade credível.

Dr. Pedro ribeiro da silva - O ponto de vista da dgs

 Importante é a educação de saúde e promoção

pensa-se que seria melhor serem as associações atribuírem a cédulas profissional.

Zelar pela saúde publica dos portugueses e também identificar quais os profissionais de saúde profissionais. Não temos duvidas que as terapias complementares são essenciais, complementares e devem ser integradas no SNS.

Wolfgang weidenhammer - Cambrella - mapa para investigação em mt/mca na Europa

Programa para a criacao de conhecimento sobre as necessidades e procura pela populacao de terapias complementares.

1. Work packages legal and regulations medicinal products can be regulated at the eu level

2. Needs and attitudes of citizens

3. Terminology and definitions of cam

4. The patient's perspectives

5 the providers' perspective

Keywords for the areas to develop in the future.

Prevalence in the eu

Needs and attitudes towards patients, providers and citizens

Safety of cam

Comparative effectiveness research

Meaning context factors in cam

Models in cam integration into health systems

Reseach funding

Research infrastucture

All CAM must shift from a marginal status it holds in most countries to having significant role in national health care.

Cambrella.eu - 9 reports in full lenghts

Dr marda - medicina ayurvedica

what is life?

How to have a happy ending

why do we smoke? We commit crimes of intelligence every day with our health. we need to change our behavior and lifestyle. We are not taking care of the body. And then we blame the body for the diseases. We have to take prevention seriousky, to be aware of who we are. We have different roles in life and get lost in thst and do not know who we are. We have to learn some tricks to get to know ourselves. It takes some time. Only when we have a problem, some headache for ex. We acknowledge that the head is an important part of our body. And have an important role in our health. We do what we want with our body without thinking about the consequences.

Snakes get new skins. We new more anti aging treatments to delay the aging process. Europe is very old.

Explained diabetes, prameha: Comparison of the treatments, with ayurveda some types of it have cure!

No complaints was a reason for dropouts

The control of the study was made monthly but however the best results didn't appear since there were patients with no complaints and they left the study. In four years they left sugar and medicines and are living happy lives. Diabetes didn't appear again.

Eye problems they can do something about it but with some external therapies

No adverse effects

Blood sugar level decreased at least by 30% or 40%

RCCM Nicola Robinson - The research council for complementary medicine

European journal of integrative medicine she is the editor cheif

Evidence based

Efficacious

research is needed to facilitate integration

effectiveness of treatmemts of conventional medicine, in 3000 treatments there was evidence of only 11% to be benefitial and 50% there were no info.

Research network camrn@rccm.org

Look for what the patients want. They will vote.

Rachel Roberts - investigação em homeopatia

é verdade que ainda não se sabe a 100% como funciona. Ha mais pratica clinica expertise do que teorica. Em 15 anos deve mudar.

1 comentário:

  1. […] Setembro de 2013 participei nas jornadas da medicina complementar (vejam aqui o post onde descrevo o que aconteceu durante). O Imt já tinha feito uma análise à […]

    ResponderEliminar

QUER SABER O QUE É NATUROPATIA? ESTÁ AQUI, TROCADO POR MIÚDOS.

A pertinência deste artigo deve-se, não só mas também, a ultimamente ter tido algumas conversas sobre Naturopatia e, apesar de na maior pa...

AddThis